REVISTA LIVROS & LEITURAS

REVISTA LIVROS & LEITURAS, desde 2009 à distância de um clique...www.revistalivroseleituras.com...Atualizações diárias no Facebook, Instagram e Twitter...Quem não lê, não quer saber!...

quarta-feira, 12 de maio de 2021

Receitas Literárias: Pudim De Chocolate Para Peter Pan




Ingredientes:

1 lata pequena de leite condensado

5 colheres de sopa de chocolate em pó

1 caneca de leite

4 ovos

10 colheres de sopa de açúcar

½ caneca de água 

Confeção:

O meu pudim de chocolate é simples de se fazer. Basta colocar todos os ingredientes num liquidificador durante alguns minutos, untar a forma com manteiga e colocar o preparado lá dentro. Tape com papel alumínio e leve ao forno a 180 graus durante uma hora e meia. Deixe arrefecer, retire o pudim da forma e coloque-o no frigorífico pelo menos uma hora para solidificar e ficar fresquinho. E depois? Depois, é chorar por mais e ler o Peter Pan.

Desta vez, voltei a ter um brilhante apoio na cozinha. O mini chef PP entusiasmou-se com a história do menino que não queria crescer e fez questão de dar uma importante ajuda na confeção. Merci, PP lindo!

História:

Toda a gente já ouviu falar no Peter Pan, mas poucos se lembrariam da referência ao Pudim de Chocolate. Este livro é o ex libris do escritor escocês J. M. Barrie. Em homenagem ao dramaturgo, pois se fosse vivo teria feito 161 anos no passado dia 9 deste mês, hoje recuperamos a receita do seu pudim, que segundo ele é a sobremesa preferida das crianças.

O livro começou por ser uma peça de teatro. Foi apresentada em 1904 e chamava-se “Peter Pan ou O Menino Que Não Queria Crescer”. Só sete anos mais tarde, em 1911, se tornou um romance.

A obra, com mais de duas centenas de páginas, debruça-se sobre o crescimento. Ou melhor: sobre a vontade de não querer crescer e manter-se sempre criança. Foi isso que pretendeu Peter Pan. Não queria ser adulto para evitar as responsabilidades dos grandes. O impacto da temática atingiu uma dimensão quase planetária. Dela, nasceu até a Síndrome de Peter Pan, que levou várias psiquiatras a estudarem alguns adultos que se recusavam a agir consoante a sua idade.

A versão original do livro está na Biblioteca Pública de Nova Iorque. Porque já caiu no domínio público, o que acontece às obras com mais de 50 anos de publicação, ela pode ser encontrada, em formato pdf, na web.

Na obra Peter Pan & Wendy, a referência ao Pudim de Chocolate aparece logo no início do livro. Ao longo da narrativa, esta iguaria que regala miúdos e graúdos, surge apenas referida uma vez, mas não passou despercebida junto de alguns gastrónomos:

“(...) Provavelmente essas linhas são as estradas da ilha, pois a Terra do Nunca é mais ou menos uma ilha, com lugares que parecem explodir de cores por todo lado, recifes de corais e barcos prontos para zarpar, com nativos e esconderijos secretos, gnomos que na maioria das vezes são alfaiates, rios que correm por dentro de cavernas, príncipes com seis irmãos mais velhos, uma cabana praticamente caindo aos pedaços e uma velhinha baixinha de nariz pontudo. Se fosse só isso, seria fácil desenhar um mapa da ilha, mas ainda falta o primeiro dia de aula, o catecismo, os pais, o chafariz, a aula de costura, os assassinatos, os enforcamentos, os verbos transitivos 27 indiretos, o dia do pudim de chocolate, o modo de usar suspensórios, os noventa e nove xelins e três centavos para arrancar seu próprio dente que está mole e por aí vai (…)”

Sem comentários:

Enviar um comentário